quarta-feira, 5 de outubro de 2011

ABSORÇÃO DE LIPÍDEOS

     
Os lipídeos são moléculas hidrofóbicas, ou seja insolúveis em água.São aproveitados no organismo em várias funções :manutenção da temperatura corporal ,funções regulatórias,síntese de vitaminas e são a principal reserva de energia do organismo.
O organismo ao ingerir alimentos se preocupa em utilizar energia disponível para realização das atividades metabólicas.Inicialmente ele usará a reserva de glicogênio, que é disponibilizada pela degradação de carboidratos por ser uma fonte rápida de energia, com o término dessa fonte,há utilização da reserva de lipídeos.
Caso um indivíduo ingira carboidratos, lipídeos e proteínas em excesso, quando a utilização dessa energia não for mais necessária, o que ”restar” será armazenado na forma de lipídeos.
Um dos fatores que levam a obesidade é a ingestão desequilibrada dos macronutrientes e o conseqüente aumento de peso.
Ao ingerirmos lipídeos na alimentação estes em sua maioria serão compostos de 90% de triacilglicerol, que são compostos por 3 ácidos graxos e 1 glicerol, e o restante será composto por colesterol, ésteres de colesterol, fosfolipídeos e ácidos graxos não esterificados.


 

      A absorção destes lipídeos inicia-se no estômago com a ação das lipases, lingual e gástrica, em que agem em especial nos triacilgliceróis que contém ácidos graxos de cadeia curta ou média, ou seja, que contenham até 12 carbonos.



      Ao chegar ao duodeno  as células da mucosa do intestino liberam os hormônios colecistocinina (CCK) para “ avisar” para o pâncreas e fígado que há lipídeos há serem degradados, ele age na vesícula biliar, para que a bile seja liberada, e nas células exócrinas do pâncreas .E o outro hormônio é a secretina que faz com que o pâncreas e o fígado liberem bicarbonato para que o bolo alimentar(quimo) que está no intestino fique neutro para que as enzimas sejam mais eficientes em sua digestão.
   
 Quando acionado pela CCK o fígado libera sais biliares que irão promover a emulsificação, ou seja,   a mistura entre dois líquidos imiscíveis, dos lipídeos que é complementado pelos movimentos peristálticos do intestino.
     
Simultaneamente a CCK age no pâncreas induzindo-o a liberar as enzimas pancreáticas: lipase pancreática,hidrolase dos ésteres de colesterol e fosfolipase A2.
      
 Após a ação de todas essas enzimas são liberados vários produtos como:monoacilgliceróis, ácidos graxos livres, colesterol, que serão absorvidos pelos enterócitos, células do intestino.
      
 Dependendo do estado fisiológico do indivíduo e do funcionamento do seu metabolismo esses produtos serão destinados as vias metabólicas.
      
Fique ligado no próximo post falaremos das circunstâncias que implicam a ativação ou inativação de determinadas vias metabólicas.
    

 

video



Referências Bibliográficas:


Pamela C. Champe; Richard A. Harvey; Denise R. Ferrier. Bioquímica Ilustrada.3ªed.Editora Artmed,2006.Pag. 171 à 176.


- Emulsificação.Disponível em <http://www.dicionarioinformal.com.br/definicao.php?palavra=emulsificar&id=1137>.Acesso em:30 de set. de 2011.


- Vídeo de lipídeos.Disponível em <http://www.youtube.com/watch?v=YIKcCHCMhQ8>. Acesso em:30 de set. de 2011.


POSTADO POR: DANIELLE TEIXEIRA DA SILVA

Um comentário: